07 de Julho de 2020

Está aqui

COVID-19

O Município informa que foi registado mais um caso de COVID-19 no concelho de Mira, passando agora a um total de dois. Ambos os casos confirmados encontram-se estáveis e em isolamento.

Qualquer outra informação que circule nas redes sociais ou outros meios, não é correta. O Municipio fará a atualização de novos casos sempre que efetivamente se confirmem os mesmos.

Mantenha-se em casa e siga as recomendações da Direção-Geral de Saúde.
Lave as mãos frequentemente e mantenha a distância social.

#FiqueEmCasa

Apela-se aos cidadãos que regressem ou tenham regressado recentemente ao Concelho de Mira, vindas de qualquer parte do País ou do estrangeiro, que informem, com caráter imediato, a respetiva Junta de Freguesia ou Câmara Municipal ou as Autoridades de Saúde Locais (indicando o nome completo, morada e telefone).

Esta ação permite identificar possíveis situações de risco, que assim podem ser monitorizadas para segurança de toda a comunidade, contribuindo para conter ao máximo qualquer possibilidade de contágio e propagação da COVID-19.

Solicita-se que não encarem este pedido com negatividade, pois todos os Munícipes serão bem acolhidos no Concelho, sendo, porém, necessário acautelar a saúde e segurança de todos.

De forma a salvaguardar a manutenção da ordem e evitar a aglomeração de pessoas em determinados locais, a Comissão Municipal de Proteção Civil de Mira aprovou hoje o seguinte:

  • Proibição de estacionamento na Avenida Arrais Batista Cera (Praia de Mira) com colocação de grades, eliminando os lugares de estacionamento e reduzindo a dimensão da plataforma rodoviária;
  • Proibição de acesso ao Parque de estacionamento do Poço Cruz;
  • Nas áreas adjacentes a empresas, que se encontram no interior dos aglomerados urbanos, limitar ao máximo de dois camiões estacionados no seu exterior para efetuar cargas e descargas de mercadoria. Caso seja necessário efetuar estacionamento em espera, este deverá ser feito junto à Zona Industrial de Mira, polo II, em zona de estacionamento delimitada para o efeito.

Esta situação poderá evoluir para outras propostas de decisão, caso se verifique que estas medidas não são suficientes.

Durante o fim-de-semana haverá reforço de patrulhamento com a GNR e Serviço Municipal de Proteção Civil.

 

#FiqueEmCasa

 
 

O Município de Mira decidiu, em resultado da pandemia Corona Vírus (Covid-19), dos seus reflexos para a saúde pública e também para economia, reduzir o valor da fatura da água, saneamento e resíduos para os meses de março e abril.

Com esta redução, pretendemos incentivar todos os munícipes a adotar, ainda com maior frequência, os cuidados de higiene pessoal, que se revelam essenciais ao combate ao COVID-19, como a lavagem frequentemente das mãos, cara e corpo, em geral.

Queremos também apoiar os munícipes e empresas do concelho perante as dificuldades financeiras, que se prevêem decorrer do abrandamento da atividade económica no concelho e no país.

Nesse sentido, enquanto Município atento a esta realidade social e parceiro dos empresários e das empresas do concelho, adotámos as seguintes medidas:

  • ➡️ Redução em 50 % da fatura da água, saneamento e resíduos para todos os munícipes e empresas do concelho;
  • ➡️ E redução em 100% da fatura da água, saneamento e resíduos para o sector social (IPSS´s, Bombeiros), Associações e Juntas de Freguesias.

 

𝗣𝗢𝗥 𝗙𝗔𝗩𝗢𝗥, 𝗖𝗨𝗠𝗣𝗥𝗔𝗠 𝗢 𝗜𝗦𝗢𝗟𝗔𝗠𝗘𝗡𝗧𝗢 𝗦𝗢𝗖𝗜𝗔𝗟 𝗙𝗜𝗖𝗔𝗡𝗗𝗢 𝗘𝗠 𝗖𝗔𝗦𝗔.

No âmbito do combate ao surto da Covid-19, o Município de Mira, em articulação com todas as Juntas de Freguesia, desencadeou hoje ações de desinfeção de espaços públicos.

Esta medida de desinfeção abrange os principais locais que, na atualidade e neste contexto epidémico, são mais suscetíveis de passagem de munícipes do Concelho de Mira.

Aqui se incluem, naturalmente, proximidades e acessos a superfícies comerciais, tais como entradas e corrimãos de farmácias, instituições bancárias (incluindo máquinas Multibanco), supermercados, várias instituições públicas, bancos de jardim, Igrejas e Capelas, Centro e Extensão de Saúde, paragens de autocarros, etc.

Estas ações de desinfeção serão efetuadas periodicamente, consoante determinação do serviço municipal de Proteção Civil.

Será aplicado um produto com função virucida, com base de cloro e sódio diluídos. Não sendo um produto tóxico, solicita-se, no entanto, a atenção das pessoas para esta intervenção (nomeadamente a veículos e vestuário), que passará por todas as localidades da área do Município.

Estamos muito atentos à situação e esta é mais uma medida para minimizar os riscos que todos corremos.

Esperamos a compreensão e a colaboração de todos.

A Câmara de Mira encomendou à empresa DOM Mira batas laváveis e reutilizáveis e máscaras em neoprene com filtros de carbono, que serão distribuídas gratuitamente por pessoas e instituições na primeira linha do combate à Covid-19.

"Estas batas e máscaras, que estão a ser desenvolvidas por uma empresa instalada na nossa Zona Industrial, a DOM Mira, serão distribuídas pelas equipas do município e juntas de freguesia, lares de terceira idade e centros de dia, CERCI, bombeiros e Centro de Saúde", disse o presidente da Câmara de Mira, Raul Almeida.

O autarca agradece "o esforço e empenho" da empresa situada na zona industrial de Mira há 30 anos, especializada no fabrico de botas, calçado e vestuário de pesca e, mais recentemente, planetários para as escolas.

Com 86 trabalhadores, tem como clientes mais conhecidos a Decathlon, Dunlop, Goodyear ou Le Chameau. Por causa da Covid-19 está a funcionar atualmente apenas com um terço dos trabalhadores, que irão dedicar-se nos tempos mais próximos exclusivamente a produzir a centena de máscaras e de batas encomendadas pela autarquia.

"Quero deixar um agradecimento ao proprietário da fábrica, Carlos Miranda, que tem sido incansável neste processo", refere Raul Almeida.

As batas, que protegem o corpo todo, são produzidas em pvc e poliéster, maleáveis, podendo ser lavadas para reutilização. As máscaras são também reutilizáveis após lavagem, sendo feitas em neoprene com filtros de carbono, que se têm mostrado indicados para evitar a contaminação pelo Coronavírus.

O Município de Mira tem em funcionamento um grupo de trabalho para acompanhar em permanência a evolução da situação que atravessamos para poder dar resposta no imediato, às reais necessidades da nossa população.

Para além da adaptação que já fizemos a todos os serviços, a Câmara Municipal decidiu apoiar diretamente as pessoas e famílias mais vulneráveis, de modo a ultrapassar esta fase crítica que vivemos atualmente, criando uma linha e serviço de apoio social à população, com o número 231 247 027, disponível no horário das 09h00 às 19h00, a funcionar para já de segunda a sexta (sendo que o horário será analisado à medida do evoluir da situação);

Todos os cidadãos que se queiram voluntariar para colaborar neste serviço de apoio social poderão fazê-lo através do mesmo número de telefone.

Este grupo de trabalho mantém permanente contacto com a Autoridade de Saúde, GNR, Proteção Civil, Bombeiros, Juntas de Freguesia, Agrupamento de Escolas, IPSS e demais Entidades parceiras, a quem deixamos uma palavra de gratidão, sem esquecer os Colaboradores do Município que são, também, o garante da concretização dos apoios e da normalidade dos serviços.

Proteja-se e proteja os outros.
Contem connosco!

Raul Almeida
Presidente da Câmara Municipal de Mira
17 de Março de 2020

No seguimento do Ponto de situação diário que é realizado pelo Gabinete de Crise entretanto implementado para gestão da pandemia do COVID19, depois de ouvida a Comissão Municipal de Proteção Civil, da qual resultaram alguns contributos e atento ao panorama nacional e internacional determino:

- A criação de uma linha e serviço de apoio social à população, com o número 231 247 027, com horário das 09:00 às 19h a funcionar para já de segunda a sexta (sendo que o horário de funcionamento será analisado à medida do evoluir da situação);

- Desinfeção diária dos espaços e equipamentos públicos em conjunto com as Juntas de Freguesia;

- Cancelamento imediato de reuniões com pessoas externas aos serviços, que não sejam imprescindíveis;

- Aceitação de pagamentos fora de prazo de todos os pagamentos que digam respeito aos serviços municipais, cujo prazo expire durante o período do presente despacho;

- Suspender todos os prazos para a entrega de documentos, que se encontrem a decorrer;

- Interdição do uso de parques infantis\geriátricos\lazer ou de jogos e diversão, em todo o concelho;

- Interditar a entrada no Cemitério Municipal com exceção das cerimónias fúnebres;

Todas estas medidas terão efeito até ao próximo dia 3 de abril, sendo no entanto revistas diariamente no quadro de propagação do COVID-19 .

Raul Almeida
Presidente da Câmara Municipal de Mira
16 de Março de 2020

"Tendo em conta a evolução da epidemia do COVID-19, bem como orientações superiores, informamos que a UCSP Mira irá ficar em SERVIÇOS MÍNIMOS a partir do próximo dia 16/03/2020, por período de tempo indeterminado.

Desta forma, algumas consultas poderão ser canceladas e reagendadas para tempo oportuno, sendo apenas avaliadas situações de doença aguda ou inadiáveis.

Para minimizar os danos causados, disponibilizamos uma linha de telefone na sede da UCSP e os números de telefones das diferentes extensões para que possam contactar o vosso médico ou enfermeiro de família.

Sede da UCSP Mira (Mira) – 231 458 653

Polo Carapelhos – 231 451 160

Polo Praia de Mira – 231 470 170

Polo Seixo – 231 452 185

Para o pedido de receituário ou esclarecimento de dúvidas pontuais relacionadas com o funcionamento dos serviços poderá utilizar o seguinte endereço de e-mail: coviducspmira@gmail.com

Salientamos que para o pedido de receituário deve facultar a seguinte informação:

  • Nome
  • Número do SNS
  • Medicamentos crónicos a renovar
  • Número de telemóvel/e-mail (para os quais será enviada a receita)

Apelamos a vossa compreensão e contamos com a colaboração de todos”.

Dada a evolução da Pandemia, sentimos a necessidade de alargar as medidas de contenção para minimizar e travar a propagação do vírus. Deste modo, decidimos aumentar as restrições de funcionamento ao nível dos Serviços Municipais:

  • Foi decidido encerrar o atendimento presencial. O atendimento urgente é assegurado através do número 231 480 550 (com reforço de recursos humanos na linha telefónica), ou através do endereço de email geral@cm-mira.pt;
  • O funcionamento de todas as divisões será em regime de serviços mínimos. Não iremos descurar os Serviços Básicos como os de Proteção Civil, Ação Social, Recolha do Lixo e Higiene Urbana entre outros de resposta fundamental;

O executivo municipal apela a todos os Mirenses que cumpram as recomendações sugeridas pelas autoridades, reforçando o nosso empenho para debelar este problema.

Evite o aglomerado de pessoas! Evite sair de casa! Vamos dar o exemplo!

 

NOTA: Até à data de hoje, não são conhecidos casos de cidadãos infetados no nosso Concelho.

O Executivo Municipal

URGENTE-ENCERRAMENTO BARES A PARTIR DAS 21 HORAS - DESPACHO DO MINISTÉRIO DA ECONOMIA /MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA /MINISTÉRIO DA SAÚDE

Considerando que a Organização Mundial de Saúde, em 30 de janeiro de 2020, declarou a situação de Emergência de Saúde Pública de Âmbito Internacional do surto de novo coronavírus SARS-CoV-2 e que, em 11 de março de 2020, o classificou como uma pandemia;

Considerando a situação epidemiológica a nível mundial e a que têm vindo a aumentar os casos de infeção em Portugal, com o alargamento progressivo da sua expressão geográfica;

Considerando que é fundamental conter as possíveis linhas de contágio para controlar a situação epidemiológica em Portugal;

Considerando a avaliação efetuada pela Comissão Nacional de Proteção Civil nas reuniões realizadas nos dias 3 e 9 de março de 2020, e as decisões tomadas pelo Conselho de Ministros no dia 12 de março de 2020;

Considerando a declaração da situação de alerta em todo o território nacional, nos termos do Despacho n.º 3298-B/2020, de 13 de março, e, bem assim, a necessidade de medidas adicionais com vista ao cumprimento dos objetivos que justificaram a referida declaração,

Ao abrigo do n.º 6 do artigo 8.º e do n.º 1 do artigo 9.º, e no uso das competências previstas no n.º 2 do artigo 13.º, da Lei de Bases de Proteção Civil, aprovada pela Lei n.º 27/2006, de 3 de julho, na sua redação atual, assim como do n.º 3 da Base 34 da Lei de Bases da Saúde, aprovada pela Lei n.º 95/2019, de 4 de setembro, e do n.º 4 do Despacho n.º 3298-B/2020, de 13 de março:

1 – Determina-se o encerramento dos bares todos os dias a partir das 21 horas.

2 – O presente despacho produz efeitos imediatamente, até 9 de abril de 2020, podendo ser prorrogado em função da evolução da situação epidemiológica.

O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira. O Ministro da Administração Interna, Eduardo Arménio do Nascimento Cabrita. A Ministra da Saúde, Marta Alexandra Fartura Braga Temido de Almeida Simões.

A Câmara Municipal do Mira informa que, de acordo com o Plano de Contingência do Município e atendendo às orientações nacionais, como medida preventiva e possíveis efeitos de contágios determinou que o atendimento seja restrito aos números de postos de atendimento, ficando um funcionário à porta das instalações, controlando o acesso de entradas.
Os munícipes devem aguardar pela sua vez no exterior.

Esta situação aplica-se aos Paços do Concelho, Mira Center e Armazéns Municipais.

 

No seguimento da reunião de hoje da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, no sentido de harmonizar alguns procedimentos de resposta ao COVID-19, que contou com a presença de Carlos Luís, CODIS do Distrito de Coimbra e do Dr. João Pimentel, ARS Coimbra; e ainda da reunião do Executivo Municipal com as Juntas de Freguesia, o Agrupamento de Escolas de Mira, a Delegada de Saúde, os Bombeiros Voluntários de Mira, a GNR de Mira, onde se avaliou o risco da atual situação, embora até ao momento no Concelho de Mira, ainda não haja conhecimento de casos de contaminação, foram já tomadas as seguintes decisões imediatas:

  • Encerrar ao público os equipamentos municipais, tais como Complexo Desportivo (Piscina, Pavilhão e Estádio), Biblioteca, Museu do Território da Gândara (Mira), Posto de Turismo (Praia de Mira), Parque de Campismo, Arquivo; Campo de Tiro;
  • Suspender os eventos ou iniciativas municipais, quer em locais fechados quer em locais abertos ao público, nos quais a autarquia é promotora;
  • Suspender o serviço de transporte Gira em Mira;
  • Suspender as aulas e iniciativas da Universidade Sénior;
  • Suspender a realização de feiras;

Aconselhamos ainda:

  • a utilização das plataformas on-line ou outros meios não presenciais para contactar com os serviços camarários;
  • que todas as coletividades e demais entidades locais sigam com rigor as recomendações e as orientações da DGS no que refere a eventos sociais e públicos.

Todas estas decisões são assentes em critérios de saúde pública e na defesa dos superiores interesses de toda a população.

Estas medidas são temporárias, mutáveis e irão durar até que haja orientações em sentido contrário, podendo eventualmente ser necessário reforçar as mesmas em função da evolução da situação.

Agradecemos a compreensão, apelando aos Munícipes que adotem as medidas de prevenção difundidas pela Direção-Geral de Saúde.

 

Mira, 11 de março de 2020
O Presidente da Câmara Municipal
Raul Almeida

Mesmo não havendo registo de casos de infeção, nem suspeitos de infeção por COVID-19 no Concelho, a Câmara Municipal de Mira, no âmbito do plano de contingência Municipal e atendendo às orientações nacionais, como medida preventiva e possíveis efeitos de contágios, sobretudo em atividades e espaços fechados que concentrem um aglomerado significativo de pessoas, de diversas idades e com possíveis riscos associados, vem por este meio informar que:

  • Suspendeu os eventos ou iniciativas municipais realizadas quer em locais fechados quer em locais abertos ao público, nos quais a autarquia é promotora até ao fim de março;
  • As aulas e iniciativas da Universidade Sénior;
  • A realização da Feira de Portomar de dia 11 de março;

Todas estas decisões são assentes em critérios de saúde pública e na defesa dos superiores interesses de toda a população. Estas medidas são temporárias, mutáveis e irão durar até que hajam orientações em sentido contrário, podendo eventualmente ser necessário reforçar as mesmas em função da evolução da situação.

Agradecemos a compreensão perante esta situação, apelando aos Munícipes que adotem as medidas de prevenção difundidas pela Direção-Geral de Saúde.

Mira, 10 de março de 2020
O Presidente da Câmara Municipal
Raul Almeida