24 de Junho de 2018

Está aqui

Os Suspeitos do Costume

Esta atividade pretende chamar a atenção para o problema do lixo marinho nas nossas praias, através da identificação dos resíduos mais abundantes e das suas origens e fontes. Para uma maior notoriedade da informação resultante dos registos das campanhas de identificação do lixo marinho nas praias, será elaborado o TOP 10 (os 10 itens mais abundantes em cada praia), possíveis origens, análise dos seus impactos e reflexão sobre formas de os evitar.

Inserida nas Atividades de Educação Ambiental das Bandeiras Azuis 2018, durante a tarde de sábado, 19 de maio, realizaram-se no areal da Praia de Mira e da Praia do Poço da Cruz as ações de quantificação de resíduos nas envolventes a essas zonas balneares e, resumidamente, os tipos de resíduos mais encontrados foram plásticos e restos de utensílios da pesca.

Esta edição contou com a participação de jovens da Obra do Frei Gil e do Grupo da Catequese da Barra de Mira, cumprindo os objetivos propostos para, numa primeira abordagem, conhecerem os 10 principais resíduos existentes no areal e, posteriormente, fazer-se a sensibilização e exposição sobre a problemática dos lixos junto aos acessos das zonas balneares.

Esta atividade terá nova repetição durante julho para podermos comparar os resíduos existentes em diferentes épocas, de forma a concluir-se quais os principais lixos existentes no litoral deste concelho.

Trata-se de ação transversal a todos os concelhos com Bandeira Azul, conjuntamente, os resultados de todos os levantamentos lavam a criação de um mapa de resíduos no areal das praias portuguesas, podendo e devendo apontar formas de solucionar ou minimizar este problema.

 

Agradecendo a todos aos participantes pelo trabalho realizado, daremos mais pormenores na próxima edição.