23 de Maio de 2019

Está aqui

Período de votação da 5ª edição do Orçamento Participativo de Mira decorre até 28 de março

Já estão a decorrer as votações para a 5ª edição do Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Mira.

Até dia 28 de março vão a votos 5 propostas, com áreas de intervenção bastantes diferenciadas, que se passam a elencar:

  • Criação de instalações para acolhimento da Unidade de Cuidados na Comunidade

A proposta apresentada por Maria Isabel Clemente passa pela construção de instalações próprias para a UCC, contribuindo para a melhoria do estado de saúde da população da área geográfica de intervenção do Centro de Saúde de Mira, visando a obtenção de ganhos em saúde, e assegurando a qualidade dos serviços prestados e a sua melhoria contínua.

  • Uma ambulância para si!

A proposta apresentada pela Direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Mira visa a aquisição de uma Ambulância para melhorar as condições de socorro e assistência à população

  • Requalificação do Campo de Jogos da Escola Básica de Mira

A proposta apresentada por Carlos Rosete propõe a requalificação do atual Campo de Jogos da Escola Básica de Mira, de modo a criar um Campo de Futebol 7 em relva sintética, com todas as valências necessárias, nomeadamente balizas, bancos de suplentes, iluminação e sistema de rega.

  • Instalação de Parques Infantis

A proposta apresentada por Madalena Miranda consiste na instalação de 4 parques infantis:

  • Parque Infantil no Cabeço de Mira, no sítio onde estava o anterior, ao pé da Vala Real;
  • Parque Infantil em Portomar, no sítio onde estava o anterior, no largo da Capela;
  • Parque Infantil em Portomar, no largo da feira ou no parque de merendas do Clube Domus Nostra;
  • Parque Infantil na Lagoa, junto ao Sítio do Cartaxo.
  • Centro de Interpretação da Casa e Cultura Gandaresa

Apresentado pela Associação Cultural e Recreativa do Seixo, esta proposta consiste na reabilitação de um edifício de habitação da emblemática tipologia de Casa Gandaresa, procedendo à conservação o mais próximo do seu estado original e às necessárias adaptações das áreas anexas para a instalação de infraestruturas necessárias e dinamização do local como ponto turístico e de promoção cultural do Património Material e imaterial da região. 

Espera-se que esta edição do Orçamento Participativo, tenha o sucesso e a adesão das últimas edições, na expetativa de que este seja um meio de aproximação entre a Câmara Municipal e as necessidades dos seus munícipes, numa verdadeira democracia de participação direta.

A sua voz é importante, participe!