20 de Outubro de 2020

 

 

 

Bnadeira Azul e Praia Acessível

 

 

Está aqui

Mira preocupada com a reflorestação das áreas ardidas em 2017

Numa altura em que se assinalam três anos sobre os incêndios florestais de Outubro de 2017, e ainda sem respostas por parte do Governo, a Câmara de Mira está a finalizar um projecto de reflorestação que irá apresentar a candidatura a fundos comunitários, no âmbito do aviso do PDR 2020 “Restabelecimento da Floresta Afectada por Acontecimentos Catastróficos”.

“Ainda que esta candidatura se concretize, temos que estar cientes de que não é suficiente para recuperar a totalidade da área afectada e, por isso, é indispensável a intervenção do Governo”, frisa Raul Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Mira.

Nesse sentido, Raul Almeida já solicitou uma reunião com o Secretário de Estado das Florestas e com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF). O objectivo deste encontro será “discutir o assunto, uma vez que achamos inaceitável que três anos depois dos incêndios ainda não tinham sido tomadas decisões de forma a restabelecer o potencial florestal das áreas afetadas”.

Após os incêndios de Outubro de 2017, foram vários os hectares devastados pelas chamas, por todo o concelho de Mira. Agora o objectivo é voltar a torná-lo novamente mais verde, “honrando o trabalho feito pelas gerações anteriores que, com muito esforço e sacrifício, plantaram os nossos pinhais. Falamos do trabalho de muitas pessoas, realizado ao longo de vários anos, e que agora não podemos nem queremos deixar ao abandono”.