28 de Fevereiro de 2021

Bnadeira Azul e Praia Acessível

 

 

Está aqui

Mira desafia comunidade escolar para o Ano Pessoal da Ecoconsciência

O Presidente da Câmara Municipal de Mira, Raul Almeida, assinalou esta semana o arranque do Ano Pessoal da Ecoconsciência, um projecto que pretende alertar e sensibilizar a população para uma maior consciência ambiental.

Uma das primeiras iniciativas do Ano Pessoal da Ecoconsciência foi a entrega de calendários, em parceria com a SUMA, a todas as crianças das escolas, jardins-de-infância e IPSS do concelho.

Através deste calendário, o município de Mira pretende reforçar a mensagem de que “O lixo não é culpado, culpado é quem o abandona”, sensibilizando todas as crianças e jovens de Mira a levarem a ideia para casa, alertando os pais e outros familiares sobre a importância de distinguir os diferentes tipos de resíduos urbanos, assim como a melhor forma de os tratar, desde a separação dos mesmos até ao seu depósito e reutilização.

Também no âmbito da promoção da sustentabilidade e da proteção ambiental, o Município de Mira arranca agora com o projeto “Mira + Circular”, resultado de uma candidatura ao Fundo Ambiental. Este projecto visa desenvolver uma sociedade mais consciente para a produção e consumo sustentável, assumindo, no território Mirense, “um compromisso com a proteção dos valores ambientais e a racionalização e reutilização dos recursos através de ações de sensibilização, formação e informação, primordialmente dirigidas à comunidade escolar, às IPSS do concelho e aos estabelecimentos comerciais e de restauração”.

O “Mira + circular” contemplará várias iniciativas, entre as quais workshops e oficinas de sensibilização, que incluem, entre outras actividades, a transformação de óleo alimentar (que passará a ter pontos de recolha nos estabelecimentos de ensino do concelho) em sabão líquido.

“O objectivo é sensibilizar e incentivar toda a comunidade para a substituição do conceito de fim-de-vida, olhando mais para a perspetiva da reutilização, da remanufactura, da reciclagem e da renovação de produtos”, apela Raul Almeida.