17 de Setembro de 2021

Está aqui

Exposição "Hansen Stories" em Palheiros de Mira | Museu | Posto de Turismo até ao dia 15 de agosto

A lepra ou doença de Hansen é ainda hoje um problema em diversos locais do Mundo. Em Portugal, a doença não afeta mais de uma dezena de casos, mas não era assim até ao século XX. O Hansen Stories tem como objetivo preservar memórias e partilhar histórias dos que trabalharam ou estiveram internados na última leprosaria portuguesa entre 1947 e 1996 – Hospital Colónia Rovisco Pais.

Inaugurado em 1947, implantado numa área 140 hectares na vila da Tocha – Cantanhede, próximo dos distritos mais endémicos (Coimbra e Leiria), o Hospital Colónia Rovisco Pais tinha como principal missão o estudo, tratamento e erradicação da doença de Hansen em Portugal. O Hospital tinha secções de medicina, cirurgia e fisioterapia, laboratório, farmácia, asilos, núcleos residenciais para doentes, bairro para funcionários, capela, creche e preventório para crianças. Funcionando como dispensário central, incluía ainda serviço de consultas externas, de brigadas móveis e enfermagem domiciliária.

Na sua génese seguia o modelo assistencial correspondente a uma “aldeia de saúde”, em que os doentes estavam inseridos numa colónia agrícola, que se pretendia autossuficiente. À vigilância médica e ao acompanhamento social dos doentes e das suas famílias, juntavam-se ações de reabilitação educativa e profilática, de formação dos doentes, quer através da escola de adultos, quer através das oficinas e brigadas de trabalho que materializavam novas formas de terapia – a ergoterapia e a ludoterapia.

Funcionou simultaneamente como um polo de investigação epidemiológica e um centro dinamizador do ensino de leprologia quer pela realização de cursos internacionais, quer da publicação da “Rovisco Pais: Revista Portuguesa da Doença de Hansen”, que foi enriquecendo a sua biblioteca científica especializada.

A Sasakawa Health Foundation (Japão) tem apoiado um conjunto de iniciativas desenvolvidas no Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais com vista à preservação do património e à musealização de espaços e memórias.

É desta forma que surge a exposição Hansen Stories.

A exposição “Hansen Stories” remete o visitante para um conjunto de memórias, contadas na primeira pessoa, que compartilharam o mesmo espaço – o Hospital Colónia Rovisco Pais (Tocha – Cantanhede), última e única Leprosaria Nacional, especializada no tratamento da doença de Hansen (1947 e 1996).

Integrada no projeto “Rovisco Pais old leprosy – a museological nucleus and storytelling website” desenvolvido no Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais e apoiado pela Sasakawa Health Foundation (Japão), esta exposição inclui uma seleção de quinze “stories” de ex-utentes e ex-funcionários ou visitantes do antigo Hospital da coleção publicada no website com o mesmo nome e que apresentam como característica comum o facto de serem inéditas.

A exposição pode ser visitada em Palheiros de Mira | Museu | Posto de Turismo até ao dia 15 de agosto.